Modelos Smart ainda devem continuar a ser produzidos no local por um tempo

  • Fábrica da Smart na França produz os modelos EQ Fortwo e EQ Fortwo Cabrio
  • Mercedes ainda não definiu como ficará a produção dos modelos Smart após a venda

Em uma mudança da estratégia, a Mercedes-Benz anunciou que está em busca de um comprador para sua fábrica localizada em Hambach, na França. A unidade é responsável pela produção dos veículos para dois ocupantes da marca Smart

Conhecida como 'Smartville', a fábrica francesa da Daimler foi inaugurada em 1997, possui 1.600 funcionários e atualmente produz os carrinhos elétricos Smart EQ Fortwo e Fortwo EQ Cabrio. Esta mesma unidade recebeu um aporte de 500 milhões de euros em 2018 para modernização com vistas a produção de veículos elétricos -  o objetivo era fabricar um modelo compacto da linha Mercedes EQ. 

Galeria: 2020 smart EQ fortwo (Coupé)

As medidas têm como objetivo aliar a necessidade de investimento em eletrificação da frota, reduções de emissões de poluentes e mitigar o impacto financeiro da pandemia de coronavírus. Nas palavras da Mercedes: "melhorar de forma sustentável sua estrutura de custos e se tornar significativamente mais eficiente". Vale lembrar que no ano passado a Daimler, proprietária da Mercedes, vendeu 50% de participação na Smart para a chinesa Geely. 

O membro do conselho Markus Schäfer disse: "Um objetivo importante para nós é garantir o futuro do local. Outra condição: os atuais modelos Smart continuarão sendo produzidos em Hambach". O anúncio não deixa claro de que forma a produção dos modelos Smart será conduzida após a venda. 

Assim, os próximos carros elétricos da Mercedes, inclusive o futuro EQ, devem mesmo sair das fábricas alemãs em Bremen, Rastatt e Sindelfingen. Em outro movimento envolvendo os carros elétricos, há poucos dias a Daimler confirmou a compra de ações da empresa chinesa Farasis, que produz baterias para veículos elétricos, apontando novas possibilidades para a empresa alemã.