A Tesla pode ser capaz de afetar seriamente outros fabricantes de veículos elétricos locais

Há poucos dias o Tesla Model 3 ficou cerca de 10% mais barato na China por conta do uso das novas baterias sem cobalto e também de um bônus mais favorável para a sua aquisição. Desde então, a imprensa chinesa tem relatado que um tema frequente entre os fabricantes de veículos elétricos no país asiático são os preços mais baixos do sedã da Tesla.

Galeria: Tesla Model 3 - China

Já vimos relatos de que a demanda pelo Model 3 'Made in China' está crescendo. É ótimo por um lado, mas como sempre - se os concorrentes não se ajustarem à nova situação, seus resultados de vendas podem ser bastante afetados.

Provavelmente não é uma situação confortável para empresas como a Xpeng, NIO, BYD e outros verem que os preços do Tesla Model 3 começam em um nível comparável aos seus carros elétricos. Especialmente se esse preço for lucrativo para a Tesla e desafiador para a concorrência local.

 

Parece que o plano de Elon Musk de tornar a manufatura a prioridade da empresa está valendo a pena, já que, a longo prazo, a Tesla poderá ser capaz de minar as empresas concorrentes. Neste ponto, é difícil avaliar o efeito das baterias LFP na nova versão do Modelo 3 SR +, já que a versão Long Range também teve um corte de preço ainda maior (10% vs 8%).

 

A maior pressão em termo de preço parece estar no Xpeng P7, lançado há apenas alguns meses, em junho. O tempo dirá como será o desempenho da NIO (que por enquanto vai muito bem), mas pelo menos sob a política atual, a capacidade de troca de bateria permite que a NIO obtenha subsídios apesar dos preços um pouco acima da média.

A BYD, também listada no gráfico, tem muitos pedidos do novíssimo BYD Han e está ocupada introduzindo sua bateria BYD Blade (LFP-CTP) em modelos adicionais, então também deve ser capaz de reduzir um pouco os preços.

Sem dúvida, são tempos muito desafiadores e será ainda mais difícil competir quando mais modelos chegarem ao mercado, incluindo o Tesla Model Y 'made in China' de alto volume em 2021 e o Volkswagen ID.4 (produzido em duas fábricas na China).