Baterias de maior capacidade para todas as versões híbridas plug-in da linha Cayenne

Ao mesmo tempo em avança com sua estratégia de carros elétricos com o Taycan, a Porsche também trabalha em melhorias para a sua gama de veículos híbridos. Em comunicado, a marca alemã informa que todas as versões com propulsão híbrida plug-in da linha Cayenne E-Hybrid passam a contar com uma bateria de maior capacidade.

De acordo com a marca, a capacidade bruta da bateria de alta voltagem agora é de 17,9 kWh, no lugar dos 14,1 kWh anteriores, o que significa um aumento de até 30% da autonomia no modo 100% elétrico. Pelo padrão WLTP, o Cayenne E-Hybrid agora pode rodar até 48 quilômetros com emissão zero, enquanto o Turbo S E-Hybrid alcança até 42 quilômetros usando apenas a bateria. 

Galeria: Avaliação: Porsche Cayenne e-Hybrid 2020 (BR)

O trem de força puramente elétrico utilizado em todos os modelos híbridos plug-in do Cayenne, inclusive na variante cupê, compreende um motor elétrico integrado à transmissão automática Tiptronic S de oito velocidades. Um conjunto que gera 100 kW (136 cv) de potência e 40,8 kgfm de torque máximo, permitindo alcançar uma velocidade máxima de 135 km/h nessa condição.

Falando dos motores de combustão interna, o Cayenne E-Hybrid é equipado com um V6 3.0 turbo de 340 cv para uma potência total de 462 cv do sistema híbrido. Já o Cayenne Turbo S E-Hybrid possui um V8 4.0 biturbo de 550 cv e 680 cv de potência combinada.

Galeria: Porsche Cayenne Coupé E-Hybrid

A marca alemã informa ainda que os modos de condução do pacote Sport Chrono foram otimizados para melhor eficiência e performance. O modo E-Charge, por exemplo, no qual o motor a combustão interna carrega a bateria quando em movimento, agora tem uma nova configuração de carga: o nível de carga da bateria a se alcançar foi reduzido de 100 para 80 por cento - acima dessa faixa a recarga ocorre de forma mais lenta, comprometendo a eficiência.