O Nissan LEAF chegou ao mercado em dezembro de 2010 e, desde então, emplacou mais de 500.000 unidades pelo mundo

O Nissan Leaf fez sua estreia global em 2010 e desde então se tornou o carro elétrico mais vendido do mundo em meados deste ano. É difícil acreditar que já se passaram dez anos desde que a Nissan iniciou as vendas de seu modelo pioneiro, totalmente elétrico, em dezembro de 2010.

Ao todo, a empresa vendeu mais de 500.000 unidades do Leaf (o marco foi alcançado em setembro de 2020 , enquanto o 500.000º carro foi produzido em Sunderland, Reino Unido), que cumulativamente já rodou mais 16 bilhões de km. A montadora estima que o Leaf já evitou mais de 2,5 bilhões de quilos de emissões de CO2.

Atualmente o carro elétrico é produzido em três fábricas em três continentes: nos EUA, Japão e Reino Unido e é oferecido em 59 países. No caso específico dos Estados Unidos, mais de 148.000 foram emplacadas.

Galeria: Nissan Leaf comemora 10 de mercado

O presidente e CEO da Nissan, Makoto Uchida, disse:

"Ao destacar esses marcos, queremos em primeiro lugar expressar nossa gratidão a todos os clientes que vieram nesta jornada eletrizante conosco. Ao mudar para a mobilidade elétrica, clientes em todo o mundo nos aproximaram de uma sociedade mais sustentável e resiliente."

"A Nissan não poderia ter alcançado esse marco sem a grande contribuição ao longo desses 10 anos de nossos funcionários dedicados em todo o mundo e de nossos valiosos fornecedores e revendedores. Juntos, estamos trabalhando para ampliar as opções para a adoção de VE e veículos elétricos para que mais pessoas possam aproveitar os benefícios da condução elétrica."

Nissan LEAF 10º aniversário
Nissan LEAF 10º aniversário

Por muito tempo, o Nissan LEAF foi o carro totalmente elétrico (e em geral plug-in) mais vendido em todo o mundo, mas desde 2019/2020 caiu para o segundo lugar, depois do Tesla Model 3 (agora provavelmente com vendas acima de 700.000 unidades).

Disponível para vendas no Brasil há quase um ano e meio, o Nissan Leaf custa R$ 209.990 e está equipado com um motor elétrico de 149 cv que permite acelerar de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos e alcançar a velocidade máxima de 144 km/h. Já as baterias, garantem autonomia de 389 km pelo padrão WLTP e 240 km com uma carga pelo ciclo norte-americano EPA. 

O futuro do LEAF está em questão, já que o fabricante japonês pode estar disposto a simplesmente encerrar o projeto e se concentrar em seu novo carro totalmente elétrico, baseado em uma plataforma totalmente nova: Nissan Ariya. Há, no entanto, uma chance de que em algum momento veremos o retorno desta nomenclatura da importante para a marca. 

O outro caminho da eletrificação é oferecer mais e mais híbridos em série (não plug-ins) sob a submarca e-Power, utilizando uma tecnologia diferente, como motores elétricos e baterias do LEAF.