Próxima geração do sistema híbrido leve se tornará uma alternativa ainda mais eficiente

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira (26), a Nissan informa um importante avanço na eficiência dos motores térmicos. De acordo com a montadora japonesa, a próxima geração do seu sistema híbrido-leve e-POWER, que está em desenvolvimento, atingirá o marco de 50% de eficiência térmica

Em linhas gerais, o sistema e-POWER utiliza um motor a gasolina para fornecer energia elétrica à bateria do trem de força elétrico e-Power, que por sua vez impulsiona o veículo. A nova geração desse sistema representa um avanço importante, considerando que a indústria automotiva atinge uma eficiência térmica de 40% em média, o que permitirá à marca reduzir ainda mais as emissões médias de CO2.

"Em busca da neutralidade de carbono em todo o ciclo de vida de nosso produto até 2050, a Nissan pretende eletrificar todos os novos modelos lançados nos principais mercados até o início de 2030", disse Toshihiro Hirai, vice-presidente sênior da divisão de motorização e engenharia de EV. o desenvolvimento de e-powertrains e baterias de alto desempenho para EVs, com o e-POWER representando outro pilar estratégico importante."

Galeria: Nissan Kicks e-Power 2021

Conceito STARC

Para atingir 50% de eficiência térmica, a Nissan desenvolveu um conceito denominado "STARC", que permite a melhoria da eficiência térmica ao fortalecer o fluxo no cilindro (o fluxo da mistura ar-combustível que é puxada para o cilindro) e a ignição, queimando de forma confiável uma mistura ar-combustível mais diluída em uma alta taxa de compressão.

Nissan Kicks e-Power 2021

Em testes internos, a Nissan alcançou uma eficiência térmica de 43% ao usar o método de diluição EGR 1 e de 46% ao usar a combustão pobre 2 com um motor multi-cilindros. O nível de 50% foi alcançado operando o motor a uma RPM e carga fixas combinadas com tecnologias de recuperação de calor residual.

Lançado no Nissan Note em 2016, o sistema e-POWER possui um núcleo com a mesma tecnologia 100% movida a motor elétrico usada no Nissan LEAF para fornecer torque, potência e alta eficiência. O sistema é composto por um motor a gasolina com gerador de energia, inversor, bateria e motor elétrico - diferente de um sistema híbrido convencional, esse sistema permite o uso exclusivo do motor a gasolina para geração de energia elétrica

No Brasil, o primeiro a estrear essa tecnologia será o Nissan Kicks, que acaba de ser lançado no país em sua primeira reestilização. A data de chegada da versão eletrificada, que se destaca pela excelente faixa de consumo (entre 25 e 30 km/l), ainda não está definida: estava prevista para este ano, mas foi adiada e deve demorar um pouco mais.  

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Fonte: Nissan