Marca japonesa deixará de produzir carros com motores a combustão em menos de 20 anos

A Honda vai encerrar a produção de carros com motores a gasolina e a diesel em 2040. Em uma jornada rumo à mobilidade elétrica, a Honda também listou uma nova série de objetivos estratégicos para atingir a neutralidade em carbono até 2050. 

Durante uma coletiva de imprensa no Japão, o presidente da Honda, Toshihiro Mibe, detalhou uma série de objetivos em várias áreas da tecnologia e reafirmou o compromisso da marca japonesa em liderar "avanços que serão feitos nas áreas de mobilidade, unidade de potência, energia e robótica"

Honda SUV e:
Honda SUV E: Prototype no Salão de Xangai 2021

Recentemente, a Honda fez um anúncio de que só venderia carros eletrificados (elétricos e híbridos plug-in) na Europa a partir de 2022. Agora, a montadora japonesa dá um passo adiante e fala em esforço global de eletrificação para os próximos anos. A Honda planeja que até 2030 mais de 40% das vendas sejam de carros elétricos ou a células de combustível (FCEV), um percentual que deve aumentar para 80% em 2035, chegando a 100% em 2040. 

No entanto, a Honda ainda não detalhou as estratégicas específicas para cada região. Nesse ponto, o que já está consolidado é a parceria Honda-GM para o desenvolvimento conjunto de uma plataforma eletrificada na América do Norte. Além disso, está previsto o lançamento de 10 veículos elétricos sob a marca Honda nos próximos cinco anos no mercado chinês. 

Honda e - 21

Outra iniciativa da Honda será o lançamento da plataforma elétrica 'e: Architecture', que dará origem a uma nova família de carros elétricos a partir de 2025 para os mercados ocidentais, começando pelos Estados Unidos. 

Assim como a Toyota e a Volkswagen, a Honda também não ficou de fora do desenvolvimento das baterias de estado sólido, cada vez mais necessárias para garantir uma maior competitividade aos carros elétricos nos próximos anos. A montadora japonesa planeja que as novas baterias, que possuem maior densidade se comparadas às convencionais de íons de lítio, estarão presentes nos carros da marca a partir de 2025. 

Carbono Zero em 2050

Conforme dissemos, a Honda vai investir na sua cadeia produtiva e melhoria dos processos para se tornar neutra em emissões de carbono em "todos os produtos e atividades corporativas" em 2050, nos termos do Acordo de Paris. 

Para atingir esses objetivos, a Honda anunciou que investirá o equivalente a US$ 46 bilhões em pesquisa e desenvolvimento nos próximos seis anos - e se comprometeu a tomar "as medidas necessárias, incluindo novas alianças "o mais rápido possível"

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Fonte: Autocar

Galeria: Honda SUV E: Prototype