O futuro do Mercedes Classe G, nós sabemos, é zero emissões. O CEO da Daimler, Ola Källenius, anunciou o Classe G sem motor de combustão interna pela primeira vez em novembro de 2019, uma antecipação que foi posteriormente confirmada em março de 2020, especificando que o utilitário elétrico chegaria "em alguns anos".

Agora, de acordo com o blog alemão mbpassion, o modelo elétrico Mercedes EQG será apresentado durante o Salão Automóvel de Munique  (7-11 de setembro de 2021). O protótipo deve antecipar o modelo que entrará em produção no próximo ano ou, o mais tardar, em 2023.

Galeria: Mercedes-Benz Classe G 2019

As especificações técnicas do carro não foram divulgadas até o momento, mas o novo EQG deverá ser movido por dois motores elétricos com tração nas quatro rodas.

De acordo com os últimos rumores, a variante elétrica do Classe G não será construída em uma plataforma dedicada como no caso do sedã EQS e do próximo EQE, ambos planejados com carroceria SUV em 2022. Para o off-road de luxo estaria reservado uma adaptação baseada na arquitetura do modelo com motor de combustão interna atualmente em produção.

O futuro Mercedes EQG deverá ser equipado com uma bateria de 108 kWh capaz de garantir cerca de 500 km de autonomia, de acordo com o ciclo WLTP, e mantendo as já conhecidas qualidades off-road em comum com o modelo "clássico".

Ligar 'na tomada'

A potência combinada dos dois motores elétricos deve ultrapassar 500 cv, o suficiente para compensar o aumento de peso devido à presença de baterias. Em uma comparação com as versões 350d e G63 AMG, respectivamente com 2.351 kg e 2.650 kg, é plausível que o novo EQG possa ultrapassar o limite de 3.000 kg, principalmente devido à escolha de uma bateria de grande capacidade.

Um futuro cada vez mais elétrico

A Mercedes, com base em modelos recentes registrados e arquivados no Escritório de Propriedade Intelectual da União Europeia, deve anunciar inicialmente as versões EQG 560 e EQG 580 do Classe G elétrico. O novo modelo estará disponível para vendas entre 2022 e 2023.

A fabricante alemã continuará em um futuro próximo com o lançamento de novos modelos de emissão zero, substituindo os clássicos motores a combustão. Uma estratégia que faz parte da reestruturação da estrutura societária, começando com a fusão das marcas AMG, Maybach e Classe G, já citados em matérias anteriores.  

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram