A montadora ajudará a construir "mini-fábricas" de moléculas para a produção de vacinas

  • Elon Musk disse que a Tesla pode fazer novas parcerias para o combate ao covid-19
  • CureVac realizou testes bem sucedidos da vacina em maio e agora realiza testes clínicos
  • Empresa sediada na Alemanha tem apoio da Fundação Bill & Melinda Gates

A Tesla anunciou que está construindo impressoras de moléculas móveis para ajudar no desenvolvimento de uma potencial vacina contra o Covid-19. A imunização contra o vírus está sendo desenvolvida por uma empresa de biotecnologia chamada CureVac.  

Elon Musk postou um tuíte falando sobre a cooperação, dizendo que a montadora de carros elétricos está ajudando na construção do que ele chamou de "micro-fábricas de RNA", que são unidades portáteis de produção automatizada de mRNA. Elas serão usadas na produção das vacinas contra o coronavírus baseadas em moléculas de RNA sintético.

Galeria: Tesla - fábrica Fremont

A CureVac é sediada em Tuebingen, na Alemanha e anunciou em maio a primeira aplicação com sucesso da vacina contra o covid-19, que agora segue para a fase de testes clínicos. A empresa tem apoio da Fundação Bill & Melinda Gates e é pioneira nesse tipo de abordagem.

De acordo com Musk, as "micro-fábricas" serão produzidas na Tesla Grohmann Automation na Alemanha. Ele também disse estar pronto para parcerias com outras empresas no combate ao vírus. 

 

O envolvimento de Tesla na produção de vacinas pode realmente fazer mais do que um sentido humano. Uma pandemia afetou as vendas mundiais de carros e, embora Tesla tenha sido a menos afetada, a empresa está claramente interessada em acelerar a vitória sobre a doença.