A aliança da BMW com a Great Wall trará novidades importantes para a marca britânica

A MINI também cede ao charme - e às vantagens - da plataforma dedicada apenas aos carros elétricos. E faz isso com um novo projeto que irá expandir a gama de veículos atuais disponíveis (Countryman Cooper SE Plug-in Hybrid e Cooper SE totalmente elétrico).

Os primeiros frutos desta iniciativa, que terá o seu centro na China (onde será construída a nova família de elétricos), serão vistos em 2023.

Transição gradual

A estratégia da marca de propriedade da BMW é ter uma versão elétrica de todos os modelos MINI em produção no futuro.

Mini Cooper SE Countryman ALL4 2019

No entanto, isso não coincidirá com o adeus às versões com alimentação tradicional, que serão oferecidas em áreas e mercados onde, por vários motivos (desde a falta de infraestrutura de carregamento até razões culturais e regulatórias mais amplas) a mobilidade verde ainda não se enraizou.

3 veículos elétricos

A empresa já anunciou que, graças à chegada da nova plataforma, em breve haverá três MINIs elétricos. Além do já conhecido hatchback, dois crossovers serão adicionados, um de porte compacto (abaixo de 4 metros), que pode se tornar o futuro mini-SUV elétrico inteligente, e o outro um pouco maior, que provavelmente deve se posicionar no segmento B.

Eles continuarão a ser acompanhados pelo já conhecido Countryman, cuja terceira geração será com motores a combustão ou eletrificada (provavelmente ainda híbrida plug-in), que a esta altura poderá crescer um pouco mais.

MINI Cooper SE

Por que a China?

A escolha de iniciar o novo projeto elétrico do MINI na China é fácil de entender: é o primeiro mercado do mundo para carros com emissão zero e lá você pode aproveitar as oportunidades mais tentadoras em termos de números e novos modelos. 

A MINI irá colaborar com a Great Wall para criar a nova plataforma e novos modelos. A sinergia faz parte do projeto entre a fabricante chinesa e a BMW que com um investimento conjunto de 650 milhões de euros dará vida à Spotlight Automotive Limited, uma joint venture que levará à produção de 160 mil veículos elétricos por ano.

Galeria: MINI Electric (MINI Cooper SE)