Ambas têm como meta vender mais de 1 milhão de carros elétricos, a VW em 2022 e a GM em 2025

Financial Times acredita que a GM tem um plano: derrotar a Tesla como líder em veículos elétricos nos EUA. Na verdade, Mary Barra disse que a GM está "comprometida em lutar por participação no mercado de EV até se tornar a número um na América do Norte". A ideia é investir US$ 27 bilhões, apresentar 30 veículos elétricos e vender 1 milhão de carros elétricos globalmente até 2025. 

De acordo com o artigo, o plano da GM é reduzir os preços das baterias em alta escala de produção e oferecer tantas opções de carros elétricos que os compradores acabarão escolhendo um modelo da marca. Não temos certeza de como a meta de vender 1 milhão de carros globalmente tornará a GM líder em elétricos nos EUA. Independentemente disso, a Volkswagen teve a mesma ideia muito antes.

Entrevista completa da CNBC com a CEO da GM Mary Barra e Shin da LG Chem

O efeito imediato é que a Volkswagen espera produzir (e vender) 1 milhão de carros elétricos globalmente em 2022 - três anos antes da GM. Enquanto a empresa americana ainda fala sobre seus futuros veículos elétricos com baterias Ultium, a Volkswagen já vende dois carros com sua plataforma MEB: o ID.3  e o ID.4. Este último também será produzido e vendido nos Estados Unidos.

Um aspecto apontado pelos analistas entrevistados pelo Financial Times como vantagem competitiva é que a Tesla apresenta problemas de qualidade com seus carros. Confirmamos isso mais de uma vez, mas a GM não pode dizer que é muito melhor quando se trata de carros elétricos. O Bolt EV recentemente passou por um recall de bateria, e também mostramos que ele tem um defeito crônico na suspensão.

Considerando tudo isso, o que a GM pode oferecer que a Volkswagen ainda não esteja tentando e que a Tesla possa não tentar assimilar? O artigo do Financial Times não esclarece isso. Apenas diz que a GM planeja vender mais que o Tesla e se tornar o principal vendedor de elétricos no mercado norte-americano. E quem não quer?

Fonte: Financial Times via Financial Post

Galeria: Fábrica Zero GM