O primeiro modelo do escorpião movido a bateria não deve demorar para chegar ao mercado

O lançamento do Fiat 500 elétrico trouxe uma lufada de ar fresco ao subcompacto de Turim que desde 2006, ano da sua apresentação, sempre foi bastante limitado em novidades e atualizações, até a reestilização de 2015. Hoje, portanto, a variante elétrica do modelo traz (além, é claro, de um novo trem de força) um novo chassi e muitos conteúdos técnicos e tecnológicos que nunca haviam sido vistos no 500. 

Na verdade, o 500 elétrico representa uma virada e um recomeço para o modelo, o que leva a um futuro inevitavelmente "na tomada". Portanto, é natural perguntar que horizonte está à frente para o melhor dos 500: o Abarth. Não só pelo visual e desempenho, mas também por aquele que sempre foi um ponto forte da marca, nomeadamente o ronco. Na ausência do motor, como sua "voz" será modulada?

Galeria: Abarth 595 elétrico - projeção

Que o novo Abarth estava a caminho ainda não era tão óbvio. Até que Olivier François, presidente da Fiat, respondendo a alguns comentários ao seu post publicado no Instagram pouco antes da apresentação do 500 elétrico, confirmou que os técnicos do Escorpião estão atualmente trabalhando no desenvolvimento de uma variante de alto desempenho do elétrico de Torino, que representará assim o primeiro 100% elétrico da Abarth.

Mais bravo e personalizado

Dito isso, as informações "oficiais" sobre o novo Abarth 500 elétrico param por aí. Mas, apesar disso, imaginamos como o elétrico do Escorpião poderia ser tanto no nível estético, como você pode ver em nossas projeções exclusivas, tanto no nível técnico. Mas vamos com calma. A estética do novo Abarth 500 elétrico irá evoluir de acordo com as linhas atuais do modelo, mantendo-se fiel à tradição. 

Abarth 595 elétrico, renderização

A frente sempre pode se destacar pelo novo emblema 500, mas aqui embelezada com o escudo Abarth. As referências aos modelos atualmente no mercado poderiam continuar com a inscrição Abarth na grade frontal, enquanto o para-choque poderia ser aprimorado com novas entradas de ar para resfriamento de componentes mecânicos como os freios.

Mesma bateria, mais potência

Sim, porque se a bateria do Abarth 500 elétrico muito provavelmente permanecerá a versão de 42 kWh do 500, aqui o motor certamente poderá contar com muito mais do que os 118 cv da versão tradicional. O limite de 180/200 cv muito provavelmente será atingido, para permitir que o Abarth elétrico acelere de 0 a 100 km/h entre 6 e 7 segundos.

Abarth 595 elétrico, renderização

Para responder melhor ao novo potencial de desempenho do carro, a suspensão terá uma nova afinação, mais rígida, e o sistema de freios também poderá contar com discos e pinças maiores, mantendo obviamente o sistema de recuperação de energia.

A música do motor

Dada a importância do ronco, tanto externo quanto interno, que está entre as primeiras razões para comprar Abarths moderno, espera-se que a equipe tenha uma preocupação especial nesse quesito. 

Abarth 695 70º aniversário
Abarth 695 70º aniversário

Afinal, a "assinatura acústica" hoje é muito mais do que um acessório e representa um desafio que muitas vezes envolve também músicos, como demonstra a curiosa colaboração entre o compositor Giorgio Moroder e a FPT, divisão de motores da Fiat Industrial, para dar um "tom exclusivo" para os novos motores elétricos.