Sistema inteligente DRTi estará totalmente operacional em junho em sua primeira linha com 21,7 km de extensão

Referência mundial em soluções de mobilidade zero emissões no transporte público, a China se prepara para colocar em operação mais uma alternativa para os grandes centros urbanos. A cidade de Xangai iniciou de forma oficial os testes para o BRT elétrico biarticulado inteligente.

Como uma das empresas envolvidas na construção dessa linha, a Shanghai Electric Automation Group, membro do Shanghai Electric Group Company Limited, desenvolveu o que está sendo chamado de o primeiro sistema de transporte digital inteligente ("iDRT") do mundo. 

De acordo com o comunicado, a referida empresa foi a responsável por fornecer a 'pista digital', sistema de gerenciamento de operação, sistema de comunicação de rede, backbone de comunicação, sistema de plataforma inteligente e centro de controle para a linha de demonstração; bem como a gestão do fornecimento, instalação e demais serviços relacionados com sistemas eletromecânicos.

Galeria: BRT elétrico autônomo - Xangai

Os veículos possuem 30,5 metros de comprimento e capacidade para 302 passageiros, podendo rodar com velocidade de até 70 km/h na Linha de Demonstração T1 que abrange nove estações em um comprimento total de 21,7 quilômetros e deve estar totalmente operacional para o público em junho deste ano.

Trata-se do primeiro veículo na China a adotar o sistema DRT, uma tecnologia de referência que usa sensores no ônibus elétrico para coletar informações de marcadores magnéticos na pista, de forma a orientar a posição do veículo em tempo real e controlar a direção das rodas conforme o veículo se move. 

Graças a essa tecnologia, o iDRT pode controlar a operação do BRT ao longo da pista digital com alta precisão e conduzir o veículo de forma autônoma. O veículo é capaz de ajustar sozinho sua velocidade, evitar barreiras e realizar outras operações para garantir a segurança. Enquanto isso, os motoristas recebem informações abrangentes sobre velocidade média, paradas e desvio de rota. 

Com a combinação de baixo custo e operações flexíveis, este sistema de transporte pode ser implantando usando as vias já existentes nas cidades - evitando o trabalho de construir trilhos fixos (como em um VLT). Esses testes servirão de base para futuras expansões do sistema nos mercados nacional e internacional.

Maior metrô do mundo

Atualmente a maior cidade chinesa, Xangai se tornou no mês passado a cidade com a maior rede de metrô do mundo. Após a inauguração da linha 15, que possui 42,3 km de extensão e 29 estações, o sistema da metrópole agora possui 771 quilômetros de extensão com 459 estações ao todo - com isto, o país asiático abriga as cinco maiores redes de metrô do mundo. 

Fonte: Shangai Electric, Shine, TW