O encerramento das negociações, no entanto, está sujeito a interpretações variadas

Nesta segunda-feira (8), Hyundai e Kia divulgaram declarações sobre os rumores de sexta-feira de que iriam suspender as negociações com a Apple sobre a co-produção de veículos elétricos, informou o Japan Times. o grupo sul-coreano afirmou:

"Recebemos solicitações de várias empresas com a proposta de explorar possibilidades de cooperação na área de veículos não tripulados, mas tudo isso está em um estágio inicial e nenhuma decisão foi tomada ainda. Não estamos negociando com a Apple sobre o desenvolvimento de veículos não tripulados."

Galeria: Carro da Apple - projeção Motor1

Curiosamente, a declaração da Hyundai e da Kia não refuta diretamente as premissas principais, ou seja, que, em primeiro lugar, a Apple planeja desenvolver o seu carro elétrico não em conjunto, mas de forma independente, confiando aos coreanos apenas a montagem.

Lembre-se que no final do ano passado, a própria Hyundai confirmou o fato das negociações iniciais com a Apple. Os rumores que surgiram por trás disso afirmavam que eles queriam confiar a montagem aos coreanos. Como resultado, a escolha recaiu sobre a fábrica da Hyundai-Kia na Geórgia, EUA.

Estima-se que a Apple invista aproximadamente US$ 3,6 bilhões na Kia. A produção do veículo elétrico foi planejada para começar em 2024 e o volume inicial seria de 100 mil carros por ano, com posterior aumento para 400 mil.

A própria Apple até agora não só não comentou as negociações com a Hyundai e a Kia, como nunca sequer confirmou seu interesse na produção de carros elétricos. No entanto, rumores sobre esse tipo de trabalho foram ouvidos por muitos anos e tudo indica que dirigentes da empresa de Cupertino, na Califórnia, estariam incomodados com a falta de sigilo nas negociações.