Operação será realizada em parceria com a Enel X e a fabricante de ônibus elétricos Eletra

Depois de anunciar a aquisição de caminhões elétricos produzidos pela Volkswagen e pela FNM, a Ambev também está realizando uma operação para converter 102 caminhões movidos a diesel em veículos com propulsão elétrica. 

Para cumprir a tarefa, a empresa de bebidas conta com a parceria da Enel X, divisão de soluções em energia da Enel, e da Eletra, um fabricante brasileiro de ônibus elétricos e trólebus. 

Esse projeto vem sendo executado desde o ano passado e já conta com dois caminhões que foram convertidos e rodaram em fase experimental fazendo os trajetos entre os centros de distribuição da empresa em São Paulo (SP).

Galeria: Caminhão elétrico convertido - Ambev

Conforme os dados fornecidos pela empresa, em termos de eficiência o caminhão elétrico convertido tem consumo médio de 1 kWh por quilômetro. Na prática, uma redução no custo de rodagem superior a 70% na comparação com o caminhão equipado com motor a diesel.

"Ficamos muito satisfeitos com a eficiência dos caminhões que foram testados e enxergamos o retrofit como alternativa para acelerar a entrada de veículos elétricos na operação, reduzindo a emissão de poluentes em todo o ecossistema", afirmou Marco Aurélio Filho, gerente de suprimentos e logística da Ambev.

A previsão é de que a conversão dos 100 caminhões esteja concluída em junho para atender aos centros de distribuição da empresa em Curitiba (PR), Campinas (SP) e Embu das Artes (SP).

Caminhão elétrico convertido - Ambev

Frota zero emissões

Além desta parceria, a Ambev também aguarda a entrega de 1.000 caminhões elétricos que serão produzidos pela startup nacional FNM e outros 1.600 caminhões elétricos e-Delivery que estão sendo produzidos na fábrica de Resende (RJ) pela Volkswagen Caminhões e Ônibus - para este ano esta prevista a entrega das primeiras 100 unidades. 

A iniciativa faz parte do objetivo da fabricante de bebidas de que 50% de sua frota seja movida a energia limpa até 2023.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram