Posicionado abaixo do Ariya, ele será lançado na Europa para rivalizar com o Peugeot e-2008 e o Opel Mokka-e

Revelado no ano passado, o Nissan Ariya é um dos novos veículos elétricos mais aguardados, graças ao seu visual único e às especificações bem interessantes. No entanto, com um preço inicial de cerca de US$ 40.000 (próximo ao Tesla Model Y), ele ainda fica fora do orçamento de muitas pessoas, e por conta disso ficamos animados com a perspectiva de que haverá também um SUV compacto elétrico da Nissan mais acessível e posicionado abaixo do Ariya.  

De acordo com a AutoExpress, o SUV elétrico um pouco menor que o Kicks (porte similar ao Juke) será construído em uma versão da mesma plataforma CMF-EV da aliança Renault-Nissan, aquela que serve de base para o irmão maior Ariya, bem como o próximo Megane totalmente elétrico. A fonte cita Helen Perry, chefe de elétricos da Nissan Europa, dizendo no ano passado que:

Um investimento em plataforma é enorme. Com certeza, haverá uso da plataforma [CMF-EV] para algo mais do que o Ariya. Não teríamos investido em uma plataforma totalmente nova da Aliança, a menos que houvesse outro uso planejado.

Galeria: Nissan Gripz Concept

Espera-se que o novo veículo elétrico seja equipado com o sistema de tração nas quatro rodas E-4ORCE de dois motores da Nissan, embora as versões de entrada provavelmente tenham apenas tração dianteira. E como o Ariya é um SUV-cupê, não é exagero sugerir que seu irmão menor teria um estilo de carroceria semelhante. A fonte aponta que mesmo que a versão padrão não adote o estilo cupê, a Nissan poderia lançá-lo com os dois estilos de carroceria (SUV tradicional e SUV-cupê).

Não sabemos exatamente quando isso vai acontecer, mas a Nissan precisa colocá-lo no mercado o mais rápido possível. Na Europa, já existem muitos SUVs elétricos com seu porte e faixa de preço ou, em outras palavras, outros fabricantes estão sendo mais rápidos em atender a essa demanda, como por exemplo o Peugeot e-2008, Opel Mokka-e e o futuro SUV urbano da Volkswagen. Também não há informações detalhadas sobre onde seria vendido, embora faça sentido que o novo veículo elétrico seja projetado para além da Europa, com o mercado global em mente.

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram