Emplacamentos na China têm ficado muito abaixo do esperado desde o lançamento no início do ano

Sucesso na Europa, com bons números de vendas, o Volkswagen ID.4 está com o desempenho abaixo do esperado na China. Vendido por lá em duas versões, uma da joint-venture SAIC-Volkswagen e outra da FAW-Volkswagen, o SUV elétrico teve os preços e versões anunciados em janeiro e até o momento não deslanchou. 

Tantos as vendas diretas como as para os consumidores finais parecem não estar indo bem no país asiático, segundo apurou a Reuters. Desde o lançamento no início do ano, as vendas das duas variantes do ID.4 não embalaram, e os emplacamentos mensais combinadas dos dois veículos estão pouco acima das 1.000 unidades. 

Galeria: Volkswagen ID.4 - lançamento na China

De acordo com a Reuters, o desempenho do novo Volkswagen ID.4 no mercado chinês foi classificado como um "começo preocupante". Os dados mostram que as vendas combinadas do SAIC-Volkswagen ID.4 X e FAW-Volkswagen ID.4 CROZZ em maio foram de apenas 1.213 veículos.

Considerando as vendas acumuladas desde o início do ano, mais precisamente em fevereiro, quando as variantes do SUV elétrico começaram a chegar às lojas, os dois modelos juntos não atingiram o patamar de 5.000 unidades - isso é muito pouco para o enorme mercado chinês.

FAW-Volkswagen ID.4 CROZZ e SAIC Volkswagen ID.4 X

Apenas para comparação, um rival mais próximo como o Tesla Model Y vendeu 12.544 unidades somente em maio. Fontes relataram à agência de notícias que as fábricas da SAIC-Volkswagen e FAW-Volkswagen onde o ID.4 é montado estão operando abaixo de 10% de sua capacidade de produção.

De acordo com o planejamento inicial da Volkswagen, a capacidade de produção do ID.4 em uma única fábrica é de cerca de 300.000 veículos, e o volume de vendas anual esperado é de 50.000 a 60.000 veículos (um total de 100.000 a 120.000 veículos). 

"Quatro pessoas familiarizadas com o assunto disseram que as vendas atuais de modelos da linha ID.4 no mercado chinês estão longe das expectativas iniciais, e alguns modelos concorrentes confiaram em modelos emblemáticos para obter bons resultados no maior mercado consumidor de carros novos do mundo".

Por fim, a matéria alerta para o fato de que a concorrência no segmento de carros elétricos na China é mais acirrada do que em qualquer outro mercado e isso teria dificultado as coisas para a Volkswagen. No entanto, ainda é difícil afirmar se isso será um problema temporário ou se a marca alemã terá que readequar seus planos para a China. 

O que se sabe é que a Volkswagen planeja aumentar o número de lojas habilitadas para vender o ID.4 de 12 para mais de 100 no período de um ano e aumentar o número de revendedores que comercializam o SUV elétrico de 825 para mais de 1.000.  

Siga o InsideEVs Brasil no Twitter

Siga o InsideEVs Brasil no Facebook

Siga o InsideEVs Brasil no Instagram

Fonte: AutoHome