SUV pode rodar até 50 km no modo totalmente elétrico

Durante o Salão de Paris de 2018, a Citroën prometeu o C5 Aircross para o Brasil para o final de 2019. Bom, isso não aconteceu e imaginamos que seja pelo mesmo "problema" que outras marcas enfrentam, a alta do Dólar. Por outro lado, esta espera pode nos trazer a versão Hybrid, assim como acontecerá na Argentina em maio deste ano.

O Citroën C5 Aircross será a opção topo de linha da marca no Brasil. Até mesmo as minivans C4 Picasso e C4 Gran Picasso já deixaram de ser importadas para abrir este espaço. Segundo o site da Citroën na Argentina, a configuração a combustão terá o conhecido motor 1.6 turbo com 165 cv ligado ao inédito câmbio automático de 8 marchas - seu "primo", Peugeot 3008, usa o câmbio de 6 marchas.

Galeria: Citroen C5 Aircross Hybrid

Já a versão Hybrid usa o mesmo motor 1.6 turbo mas com 180 cv e, em uma solução parecida com a do VW Golf GTE, tem o motor elétrico instalado na transmissão, também com 8 marchas. Sozinho, ele possui 109 cv e pode rodar cerca de 50 km no modo totalmente elétrico. Em conjunto, os dois motores produzem 224 cv e a recarga pode ser feita pelo motor a combustão ou por tomada. O consumo médio é, na Europa, de 58,8 km/l. 

As baterias de 13,2 kWh são recarregadas por uma tomada normal e demora cerca de 7 horas para carga total. Em um WallBox, o tempo cai para menos de duas horas. Elas tem garantia de 8 anos ou 160 mil quilômetros.