Em ciclo combinado, são 180 km de autonomia

Há menos de duas semanas, a Renault anunciou que iria mostrar o Twingo Z.E. em 2020 e aqui está o novo modelo elétrico em sua primeira aparição. Assim como outros city cars que foram convertidos para elétricos - como o Skoda Citigo iV, VW e-Up e o Seat Mii Electric - o pequeno hatch com zero emissões da Renault manteve o mesmo design da versão a combustão com a reestilização feita em janeiro de 2019. 

Além disso, ele manteve a tração traseira da versão a combustão, mas invés do motor 1.0 aspirado ou o 0.9 turbo, ele usa um motor elétrico. Ele é o equivalente ao Smart EQ ForFour 2020 e tem 82 cv e 18,4 kgfm de torque, indo de 0 a 50 km/h em cerca de 4 segundos com velocidade máxima de 135 km/h.

Galeria: Renault Twingo Z.E. 2020

Ele não será nenhum recordista de força entre os elétricos de produção, mas o hatchback foi projetado com a proposta de ser um carro elétrico para a cidade. Graças as baterias de 22 kWh de lítio de 165 kg, ele tem 250 km de autonomia no ciclo urbano da WLTP. Em ciclo misto (57% na cidade, 25% em trânsito e 18% em rodovias), o elétrico tem 180 km de autonomia. 

Como comparação, o Smart EQ ForFour tem uma bateria menor, de 17,6 kWh, para uma autonomia que varia de 140 a 153 km baseado no ciclo da NEDC, bem menos realista que o WLTP. 

Renault Twingo Z.E. 2020

Com a bateria zerada, uma recarga completa em tomada doméstica de 2,3 kW demorará 13 horas e 30 minutos. Com um Wallbox de 3,7 kW, este tempo cai para 8 horas, enquanto o carregador de 7,4 kW leva o tempo para 4 horas. A Renault diz que vai de 0 a 80 % em um ponto de 11 kW em 2 horas e 10 minutos, enquanto o de 22 kW leva apenas 63 minutos. 

O "super carro urbano", como descreve seu criador, o Twingo Z.E é o sétimo elétrico da Renault após o Twizy, o Zoe (este em sua segunda geração), o Kangoo Z.E e a Master Z.E, o Samsung SM3 Z.E (versão elétrica do nosso Fluence) vendido na Coréia do Sul, e o K-ZE vendido na China. Este último derivado do Kwid, será vendido na Europa como um Dacia e será mostrado durante o Salão de Genebra. 

Fonte: Renault