Projeto visa um veículo de quatro rodas simples e barato com zero emissões

  • Empresa britânica apresenta alternativa elétrica ao lendário tuk-tuk
  • Mais seguro e estável, projeto depende de parcerias para seguir adiante

Os Tuk-Tuks, também conhecidos como riquixás, são utilizados em vários lugares como um meio de transporte urbano em cidades muito povoadas. Mesmo sendo mais comuns no sul e sudeste da Ásia, também são usados ​​na África e no Oriente Médio. Originalmente, no entanto, o conceito era baseado no Mazda-Go de 1931, projetado e construído no Japão.

No entanto, eles são criticados por suas más credenciais de segurança e algumas empresas estão tentando encontrar alternativas com melhores resultados nesse quesito. Esta empresa britânica chamada D2H está propondo um veículo totalmente elétrico bem simples como uma alternativa ao tuk-tuk que possui muitos recursos interessantes.

Galeria: D2H Tuk-Tuk

Em primeiro lugar, seus fabricantes dizem que seu preço seria semelhante ao de um tuk-tuk, mas com quatro rodas em vez de três, o que o deixaria consideravelmente mais estável. Ele possui um motor elétrico montado na dianteira que aciona as rodas dianteiras e o chassi realmente incorpora polímero termoplástico de fibra natural à base de juta que, segundo seus fabricantes, é leve e resistente.

Atualmente, a empresa está procurando parceiros para fornecer motores e baterias. Uma vez que esta fase esteja concluída, planeja iniciar a fase de prototipagem e testes. Matthew Hicks, diretor de engenharia da D2H disse o seguinte:

"Identificamos a necessidade de um veículo utilitário de baixo custo e sem emissões, que pode ser adaptado a diferentes configurações e oferece potencial para uma aceitação mais ampla. Esta é uma versão moderna e limpa do lendário Tuk-Tuk, que tem conseguido mobilizar milhões de pessoas na Índia, no Sudeste Asiático e na América do Sul. Se pudermos criar uma alternativa mais leve, segura e sem emissões que concorra em custo e utilidade, teremos cumprido a missão."

Fonte: The Drive