Sem dinheiro para investir no compacto i-MiEV, marca japonesa irá encerrar a produção

De acordo com o portal Nikkei, a Mitsubishi Motors irá descontinuar o seu primeiro carro elétrico de passageiros produzido em massa, o i-MiEV. A matéria afirma que a empresa japonesa pretende tirar o subcompacto de linha ainda neste ano.

Entre os motivos para a aposentadoria do carrinho urbano estão suas baixas vendas e o abismo em termos de autonomia e especificações mais modestas que separam o i-MiEV dos concorrentes, uma vez que o elétrico da Mitsubishi está no mercado há mais de 10 anos sem passar por atualizações significativas. 

Galeria: Mitsubishi i-MiEV (UK spec)

Lançado em 2009, o Mitsubishi i-MiEVs está presente em mais de 50 países, incluindo mercados-chave como os Estados Unidos, Europa e Japão, mas até o momento só vendeu 32.000 unidades. Por outro lado, outro carro elétrico lançado na mesma época, o Nissan Leaf, já superou a marca de 500.000 unidades emplacadas no mundo todo. 

Preterido pela marca, o Mitsubishi i-MiEV nunca recebeu uma remodelação completa, cuja autonomia de apenas 160 km com uma única carga permanece inalterada até hoje. "Não tínhamos dinheiro e pessoal suficientes para continuar investindo no desenvolvimento do EV", disse um executivo da Mitsubishi Motors.

No entanto, a Mitsubishi tem novos planos para o futuro, com o desenvolvimento de um novo subcompacto elétrico em colaboração com a parceira Nissan. Esse modelo será o sucessor do i-MiEV e deve chegar ao mercado a partir de 2023.