Modelo será construído sobre a nova plataforma SEA e ficará abaixo do XC40

Poucos dias após a Geely (marca proprietária da Volvo) divulgar a nova plataforma elétrica SEA durante o Salão de Pequim 2020, surgem mais informações do próximo veículo da marca sueca, o chamado XC20, que será o menor modelo da gama, um SUV compacto premium com propulsão 100% elétrica.   

De acordo com o que Hakan Samuelsson, CEO da Volvo, disse ao site britânico AutoExpress, este será um dos primeiros veículos da empresa a ser construído na nova plataforma modular SEA do grupo Geely:

Também usaremos [a plataforma] SEA. Vamos usar em um carro menor, onde acho muito prático e inteligente compartilhar [arquiteturas], para que possamos alcançar custos competitivos. É difícil usar uma plataforma como a CMA, que combina motores térmicos e elétricos, em segmentos menores.

Galeria: Lynk & Co Zero Concept

Esta nova plataforma modular SEA (Sustainable Experience Architecture) pode servir de base para uma ampla gama que vai de carros compactos de entrada até veículos maiores dos segmentos D e E. Também se aplica a veículos comerciais leves e com diferentes especificações que incluem tração dianteira, traseira e nas quatro rodas.

O fato é que o lançamento desta arquitetura permitirá à Volvo desenvolver veículos menores com custo mais baixo e maior vantagem em termos de eficiência e autonomia se comparado a atual plataforma CMA. Dessa forma, o futuro XC20 será posicionado abaixo do XC40 em termos de porte, mas sem deixar o refinamento técnico característico da marca de lado.

Portanto, se quisermos criar um carro menor que o XC40, a plataforma SEA permitirá que o façamos. Podemos construir um Volvo premium com ele. Faremos isso junto com a Geely, estamos cooperando. Desenvolvemos a plataforma CMA em Gotemburgo, embora tenha sido financiada conjuntamente. Mas a plataforma SEA foi desenvolvida na China e com fornecedores chineses você obtém custos muito bons. Mas com uma cartola Volvo.

O primeiro modelo a utilizar a SEA será a versão de produção do protótipo Zero Concept, revelado durante o Salão de Pequim 2020. O (futuro) arrojado crossover elétrico da marca Lynk & Co (também do grupo Geely) terá propulsão 100% elétrica, autonomia para cerca de 640 km e poderá acelerar de 0 a 100 km/h em até 3 segundos na versão de alto desempenho. 

Em sua fala à publicação britânica, Samuelsson não definiu uma data de lançamento para o futuro Volvo compacto, mas de acordo com a matéria, podemos aguardar por uma estreia no máximo até 2025. Nessa data, a Volvo pretende que suas vendas sejam de 50% de veículos 100% elétricos e a outra metade de híbridos plug-in Recharge T5 e T8. 

Fonte: AutoExpress

Assista