Estudo da Auto Informe analisa todos os modelos comercializados no País durante um ano

Montadora líder nas vendas de veículos híbridos plug-in no Brasil, a Volvo foi destaque com o seu carro mais vendido globalmente, o XC60. De acordo com o levantamento da Auto Informe, o Volvo XC60 Plug-in Hybrid foi eleito o veículo híbrido com a menor desvalorização após um ano de uso, dentre todos os veículos híbridos comercializados no país. Outro modelo da marca, o XC90, ficou com a terceira posição dentre os que menos desvalorizam.

"É um enorme orgulho ter a Volvo premiada com dois produtos. Mas o que mais chama a atenção é o índice de depreciação abaixo dos 10%. É um resultado fantástico e que nos deixa muito felizes, pois reforça para o mercado que os híbridos são uma realidade. As pessoas já perceberam que o híbrido é o futuro, e não uma aposta", destaca João Oliveira, diretor geral de operações e inovação da Volvo Car Brasil.

Galeria: Comparativo: Volvo XC60 híbrido x diesel

O carro mais vendido da marca no mundo todo teve desvalorização de apenas 9,8% no mercado interno. Outro SUV da marca, o XC90, ficou em terceiro com 11% de desvalorização após um ano de uso. Com isto, o XC60 recebeu o Selo Maior Valor de Revenda Autos 2020, uma premiação promovida pela agência Auto Informe que faz um estudo completo de todos os veículos comercializados no Brasil.

Líder na vendas de carros híbridos plug-in no Brasil, respondendo por nada menos que 60% do mercado, a Volvo tem todos os seus modelos com pelo menos uma ou mais versões hibridas disponíveis. 

"Todo nosso portfólio oferece versões híbridas e estamos no caminho certo para oferecer sempre a melhor experiência para nossos consumidores”, afirma João.

Sendo uma das marcas que mais investem em eletrificação, a Volvo tem como meta até 2025 vender somente veículos eletrificados no mundo todo, sendo 50% deles puramente elétricos e a outra metade composta por híbridos e híbridos plug-in. 

A partir de 2025, a empresa sueca irá reduzir 40% da pegada de carbono por carro e, pelo menos 25% do plástico utilizado nos modelos será feito de materiais reciclados. Toda operação da empresa será neutra para o clima até 2040.