Marca investirá o equivalente a 423 milhões de reais na produção interna de motores elétricos na planta de Skövde

Poucos dias após o anúncio da inauguração de um novo laboratório em Xangai, na China, a Volvo agora confirma que está pronta para começar a transformação que irá permitir a produção interna de motores elétricos em sua terra natal, a Suécia.

Empenhada em se tornar uma marca premium de carros elétricos, a montadora realizará um investimento equivalente a R$ 423 milhões na histórica fábrica de Skövde, para estabelecer a produção interna completa de motores elétricos até 2025. Nesse mesmo ano, a marca tem como meta que os carros 100% elétricos respondam por 50% das vendas totais da empresa.

"O primeiro Volvo de 1927 foi movido por um motor construído em Skövde", disse Javier Varela, vice-presidente sênior de Operações Industriais e Qualidade. "A equipe é altamente qualificada e comprometida em fornecer os mais altos padrões de qualidade. Portanto, é justo que eles façam parte do nosso futuro empolgante."

Galeria: Volvo - motores elétricos

As operações da fábrica de Skövde fazem parte da história da Volvo Cars desde a fundação da empresa em 1927. Adicionar a produção de motores elétricos às atividades da planta significa que o terreno histórico em Skövde também fará parte do futuro da empresa.

Em uma primeira fase, a unidade montará motores elétricos e, em seguida, a empresa pretende trazer todo o processo de fabricação desses e-motores internamente para uma instalação em Skövde, o que, segundo a marca, trará ganhos em qualidade e eficiência.  

Central de trem de força da Volvo Cars em Skövde, Suécia

Assumindo o papel do motor de combustão interna na engenharia automotiva, os motores elétricos são um bloco de construção fundamental dos carros elétricos, junto com a bateria e a potência eletrônica. O design e o desenvolvimento dos motores elétricos ocorrem em Gotemburgo, na Suécia e no novo laboratório de Xangai, na China. 

As atividades restantes na planta de motores Skövde, com foco na produção de motores de combustão interna, serão transferidas para uma subsidiária da Volvo, chamada Powertrain Engineering Sweden (PES). A PES tem como objetivo integrar as operações do motor de combustão da Geely, conforme já anunciado.