Surgem os primeiros registros de patentes para este scooter que estreará inicialmente na Índia

Até o segmento duas rodas está cada vez mais se aproximando do elétrico. Não apenas em termos de motos de pista ou de estrada, mas especialmente para o deslocamento urbano. A Suzuki, em particular, está pensando em lançar no mercado uma scooter elétrica de baixo custo, com conceitos bastante tradicionais e, portanto, acessível a bastante gente. 

Um estilo claramente tradicional, portanto, que levanta algumas dúvidas, considerando a propensão do design japonês muitas vezes próximo a linhas limpas e quadradas. Estrutura treliçada, garfo telescópico comum, braço oscilante traseiro com amortecedor duplo, conjunto de baterias embaixo do assento. Estes são alguns dos elementos que a caracterizam. Entre outras coisas, o posicionamento da bateria pode mostrar uma modularidade muito interessante do acumulador.

As patentes revelam um motor colocado na posição traseira central com cubo traseiro. Ainda não sabemos se a transmissão será por correia ou corrente. Provavelmente deveria ser a primeira hipótese, com as imagens mostrando apenas a sua proteção.

É claro que esta scooter foi projetada principalmente para os mercados que já possuem uma grande tradição de mobilidade urbana de duas rodas, como a indiana, onde será lançada inicialmente.

Vale lembrar que este não é um projeto realizado exclusivamente pela Suzuki, mas a colaboração também envolveu a Gogoro como fornecedor de baterias  e Kymco. Entre outras coisas, apenas no que diz respeito às baterias, a Suzuki se juntou a um consórcio com as outras irmãs, as japonesas Fab Four (Honda, Yamaha e Kawasaki) para padronizar as baterias nas duas rodas elétricas japonesas.

Galeria: Suzuki - Scooter elétrico