Em uma guinada estratégica, a Toyota confirma o lançamento de 3 veículos eletrificados no mercado norte-americano

Muitas vezes questionada por sua estratégia de eletrificação pouco ambiciosa frente aos rivais, a Toyota está acelerando o ritmo e anunciou oficialmente que vai estrear três novos veículos eletrificados nos Estados Unidos em 2021. E a boa notícia é que os lançamentos não serão híbridos convencionais.

A montadora japonesa pretende lançar dois veículos elétricos a bateria (BEVs) e um modelo híbrido plug-in (PHEV). É uma das melhores notícias da Toyota que ouvimos em muito tempo. Dois modelos 100% elétricos!

Galeria: Toyota - SUVs elétricos (patentes)

A Toyota não revelou que tipo de veículos devemos esperar ou quaisquer detalhes, mas sabemos (veja imagem acima) que a empresa estava trabalhando em vários modelos para vários mercados (e com vários parceiros). No caso do mercado norte-americano, especula-se que entre eles esteja uma versão 100% elétrica Toyota RAV4

"Os novos modelos eletrificados expandem ainda mais a liderança da Toyota nos Estados Unidos em veículos de trem de força alternativos. A Toyota tem mais de 40% do mercado total de veículos com combustível alternativo, o que inclui 75% do mercado de células de combustível e 64% de híbridos e plug-ins. Em 2025, a meta da Toyota é fazer com que 40% das vendas de veículos novos sejam modelos eletrificados e, em 2030, espera-se que isso aumente para quase 70%."

"Até 2025, os modelos Toyota e Lexus, globalmente, terão uma opção eletrificada. A Toyota também está desenvolvendo uma plataforma eétrica dedicada, e-TNGA, que oferece flexibilidade para todas as configurações de direção."

O legal é que algumas marcas japonesas satélite (como Subaru, talvez Mazda) também podem lançar seus modelos derivados plug-in relacionados à Toyota.

As especificações da Toyota e-TNGA sugeridas no final de 2019 sugeriram veículos elétricos com baterias de 50-100 kWh para uma autonomia na faixa de 300 a 600 km, dependendo do modelo.

Toyota - seis BEVs para implantação global

A segunda parte do comunicado à imprensa concentra-se nos resultados de pesquisas internas, que mostram que os modelos BEV e PHEV têm benefícios ambientais semelhantes, mas os PHEVs são mais baratos do que os BEVs.

"A pesquisa descobriu:

  • GEE de um modelo BEV atualmente disponível e modelo PHEV são praticamente os mesmos em desempenho na estrada ao levar em consideração os poluentes criados pela produção de eletricidade para a rede de energia média dos EUA usada para carregar baterias.
  • A fabricação é um componente das emissões de GEE. Usando o modelo “Gases de efeito estufa, emissões reguladas e uso de energia em tecnologias” (GREET), os pesquisadores descobriram que a produção de um PHEV emite menos GEE por usar uma bateria menor e mais leve.
  • O PHEV é muito menos caro para comprar e manter, em comparação com o BEV. Sem quaisquer incentivos, o Custo Total de Propriedade (TCO) de cinco anos de um BEV de longo alcance é significativamente maior do que o PHEV. Se você incluir os incentivos disponíveis este ano (2020), o TCO de um BEV de longo alcance é muito maior.

O ponto principal é que um BEV e um PHEV podem fornecer benefícios ambientais semelhantes. Cada um tem um perfil único e pode ser a solução ideal em diferentes circunstâncias. Por ter um portfólio de produtos diversificado com várias formas de eletrificação de veículos, a Toyota pode permitir que os consumidores escolham o modelo que melhor se adapta às suas necessidades de uso e perfil de custo, maximizando a contribuição total para a redução de GEE."

Nos perguntamos por que a Toyota está nos dizendo que os 100% elétricos são piores economicamente do que os híbridos plug-in, ao mesmo tempo que lançará dois deles no mercado em breve? Para convencer os clientes de que os PHEVs ou híbridos convencionais são melhores e manter os elétricos em um volume baixo (pelo menos inicialmente)? Bem, vamos ser positivos e esperar que não seja o caso.