Sabemos há meses que a GM vêm trabalhando em versões híbridas do Chevrolet Corvette, mas agora temos confirmação oficial não apenas de que elas estão sendo desenvolvidas, mas também quando a primeira será lançada.

A GM acaba de divulgar um pequeno vídeo teaser mostrando um Corvette híbrido de tração integral acelerando em câmera lenta rumo à neve, confirmando que o esportivo chegará ao mercado no início de 2023.

"Sim, além do incrível novo Chevrolet Corvette Z06 e outras variantes movidas a gasolina, ofereceremos um Corvette eletrificado e um totalmente elétrico no futuro. Na verdade, ofereceremos um Corvette eletrificado já no próximo ano. Detalhes e nomes que virão em uma data posterior."

Mark Reuss, CEO da GM

Rumores mais antigos sugeriam que ele poderia ser um híbrido plug-in com até 1.000 cavalos de potência. No entanto, parece que pode haver dois modelos híbridos: o antecipado neste vídeo e outro muito mais potente que pode se chamar Zora.

Galeria: Chevrolet Corvette E-Ray - flagra

A Chevrolet não disse qual será a potência deste novo híbrido, mas acredita-se que ele poderia ter cerca de 650 cavalos de potência, mais do que o Z06, porém menos que o ZR1. No entanto, como tem tração integral e propulsão elétrica, deve ser mais rápido na aceleração que o ZR1 (que atinge 96 km/h em cerca de 2,5 segundos).

O trem de força eletrificado não irá abandonar o motor V8 de 6,2 litros, que ainda deve impulsionar as rodas traseiras. Um motor elétrico fornecerá energia para as rodas dianteiras, o que significa que no modo elétrico puro, o Corvette híbrido terá tração dianteira.

A autonomia no modo elétrico não deve ser alta para o E-Ray, mesmo que o modelo se revele um híbrido plug-in. A bateria não será muito grande, como é o caso de carros esportivos eletrificados. Como referência, a Ferrari 296 GTB PHEV de 818 cavalos que custa muitas vezes mais do que um Corvette tem uma bateria de 7,45 kWh que permite rodar apenas 25 km com uma carga.

No entanto, faria sentido torná-lo um plug-in, mais atraente na Europa, onde alguns centros urbanos estão hoje fechados para qualquer coisa, menos eletrificados. Ter um eixo dianteiro alimentado também o tornaria uma escolha melhor para as pessoas que vivem em climas mais frios - esta variante do Corvette poderia ser um sucesso na Noruega amigável aos veículos elétricos.

Não há informações sobre preços, mas ouvimos dizer eles devem começar abaixo de US$ 100.000 (R$ 489.200); C7 Stingray de entrada vale US$ 60.900 (R$ 297.940), o Z06 deve começar em torno de US$ 90.000 (R$ 440.000), enquanto o ZR1 revelado no ano passado custará a partir de cerca de US$ 120.000 (R$ 587.000); o híbrido ficaria entre os Z06 e ZR1 se o rumor sobre o preço se concretizar.