Sem detalhes revelados, novo carro será feito no México

No início um tanto discreta com a divulgação de sua estratégia de eletrificação, a Ford agora começa a divulgar cada vez mais detalhes sobre os seus planos. Nesta terça-feira (10), a marca norte-americana descreveu seus planos de produção de veículos 100% elétricos na América do Norte, incluindo Mustang Mach-EF-150 Electric e E-Transit, bem como novos modelos ainda não revelados.

O mais importante na abordagem da Ford é que ela visa o mercado convencional, por meio da eletrificação de seus veículos mais icônicos e mais vendidos. A empresa não está interessada em "veículos com status de seis dígitos", de  acordo com Kumar Galhotra, presidente do Américas e Grupo de Mercados Internacionais:

"Estamos pegando nossos veículos mais icônicos e usando tecnologia totalmente elétrica para oferecer ainda mais desempenho, produtividade e capacidade para os clientes. Estamos construindo a pegada industrial da América do Norte para dar suporte a esse crescimento. Este é apenas o primeiro capítulo com mais veículos elétricos novos e mais investimentos por vir."

"A estratégia da Ford é diferente - estamos entregando veículos elétricos capazes e acessíveis no coração do mercado de varejo e comercial, em vez de veículos com status de seis dígitos. Com o impressionante Mustang Mach-E SUV, um F-150 totalmente elétrico e o novo E-Transit, nossa primeira onda de EVs na América do Norte apresentará uma geração totalmente nova de EVs." 

Galeria: Ford Mustang Mach-E - Europa

E-Transit em Kansas City

Em primeiro lugar, a Ford investirá US$ 100 milhões adicionais em sua linha de montagem em Kansas City e criará cerca de 150 empregos em tempo integral para produzir o E-Transit, uma versão totalmente elétrica do Transit, a van comercial mais vendida da América.

Este modelo será apresentado nesta quinta-feira (12) e deverá chegar ao mercado em cerca de um ano, no final de 2021.

"O E-Transit totalmente elétrico será revelado na quinta-feira e chega no final de 2021. O investimento em van elétrica em Kansas City se soma aos US$ 300 milhões que a Ford investiu para o lançamento deste ano do novo F-150 naquela fábrica. A fábrica emprega aproximadamente 7.500 trabalhadores."

Mustang Mach-E no México e F-150 em Michigan

Lembremos que o Mustang Mach-E já começou a ser produzido em Cuautitlan, no México (deve chegar às concessionárias em dezembro de 2020), enquanto a F-150 elétrica será produzida em meados de 2022 em uma nova instalação (em construção), adjacente à fábrica da F-150 em Dearborn, Michigan.

Ford Mustang Mach-E na Europa
Ford Mustang Mach-E
Reboque de protótipo Ford F-150 EV
Protótipo Ford F-150 EV

Como a resposta do mercado à ideia de uma picape elétrica parecendo ser melhor do que o esperado, a Ford decidiu aumentar seu plano de produção original para o F-150 Electric em 50% (embora um volume preciso não tenha sido divulgado). Isso resultará em mais 200 empregos, além dos 300 anunciados anteriormente.

"Dado o forte interesse inicial no F-150 totalmente elétrico da Ford desde o anúncio de setembro, a Ford agora está aumentando os planos de produção em 50 por cento em relação aos planos originais. Para entregar mais picapes totalmente elétricas, a Ford adicionará 200 novos empregos, além dos 300 trabalhos anunciados anteriormente para o novo F-150 elétrico."

Carro elétrico inédito

Enquanto a F-150 Electric deve crescer em volume, o Mustang Mach-E pode ganhar um modelo derivado. Veículos eletrificados adicionais na fábrica no México estão sendo sugeridos:

"A Ford também está planejando produzir um veículo eletrificado adicional em sua fábrica em Cuautitlan, México, onde o Mustang Mach-E é produzido. O novo veículo compartilhará uma plataforma eletrificada semelhante ao Mustang Mach-E, proporcionando eficiência de fabricação e engenharia."

Outras plantas

O quarto local de fabricação de veículos elétricos a bateria será o Oakville Assembly Complex em Oakville, Ontário, Canadá, mas levará um pouco mais de tempo para iniciar as atividades - 2024.

Além disso, a Ford está investindo aproximadamente US$ 150 milhões na planta de transmissões Van Dyke em Sterling Heights, Michigan para produzir motores elétricos e outros componentes para novos EVs (incluindo a F-150). Graças a esse investimento, o local manterá seus 225 empregos.

"Além das fábricas de veículos elétricos para picapes e vans nos Estados Unidos, a empresa também está investindo US$ 1,35 bilhão para modernizar seu Oakville Assembly Complex em Ontário a partir de 2024 para incluir veículos elétricos a bateria de próxima geração. Será a primeira vez que uma montadora produz carros elétricos completos no Canadá para o mercado norte-americano."