O BYD Dolphin tem possibilidade de ser lançado no Brasil. A BYD ainda não confirmou de forma oficial, mas segundo apuramos junto aos executivos da marca o novo hatchback está sendo considerado em um futuro próximo para o compor a linha de veículos elétricos da marca chinesa aqui no país. 

Lançado na China em agosto do ano passado, o Dolphin é um carro elétrico importante no portfólio da marca. Um dos motivos é a construção mais moderna, afinal ele é o primeiro veículo produzido na nova arquitetura chamada e-platform 3.0 e desenvolvida internamente pela BYD. 

Galeria: BYD Dolphin

Além disso, o Dolphin (golfinho) é o primeiro modelo da chamada "Ocean Family" e o primeiro carro a usar o novo logo da BYD. Além disso, o hatch elétrico inaugurou um novo conceito visual que pode ser chamado pelo que traduzimos como "Estética Marinha", presente em vários elementos na parte externa e interna do carro.

Em oposição ao estilo Dragon Face, este novo design aposta em linhas simples, porém modernas, com o formato da carroceria adotando formas mais arredondadas e a dianteira se caracterizando pela grade frontal fechada, elementos em forma de U e para-choque com efeito mais tridimensional. 

BYD Dolphin carro eletrico - interior (3)

Com perfil mais jovial, o BYD Dolphin tem dimensões compactas: 4,15 metros de comprimento, 1,77 metro de largura e 1,57 metro de altura. No entanto, graças à plataforma elétrica dedicada, a distância entre-eixos é de bons 2,70 metros, o que torna o carro compacto equivalente em espaço interno a modelos de maior porte.

Em termos de propulsão, o BYD Dolphin está equipado com um motor elétrico síncrono de ímã permanente com potência máxima de 70 kW (95 cv) e torque de 18,3 kgfm - também há uma versão de desempenho com 130 kW (177 cv) e 29,5 kgfm. 

BYD Dolphin carro eletrico - detalhes (8)

No caso da China, o carro elétrico está disponível em quatro versões, todas equipadas com baterias de lâminas (Blade) de fosfato-ferro-lítio com capacidade de 30,7 kWh e 44,9 kWh, sendo que a autonomia é de 301 km, 401 km e 405 km, respectivamente, de acordo com a versão.

Em termos de mercado, o BYD Dolphin está sendo produzido prioritariamente para a China, ao menos nesse primeiro momento - ele já vendeu 48.000 unidades em 2022 e se posiciona como o 2º carro elétrico mais vendido da marca, só perdendo para BYD Han EV. Mas a BYD já está firmando acordos para vender o modelo em outros países do sudeste asiático e possivelmente o hatch também deve chegar à Austrália e outros mercados globais. 

  Dolphin 30,7 kWh  Dolphin 44,9 kWh Dophin 44,9 kWh 177 CV
Motor síncrono com ímãs permanentes síncrono com ímãs permanentes síncrono com ímãs permanentes
Tração dianteira dianteira dianteira
Peso 1.660 kg 1.780 kg 1.825 kg
Bateria LFP 30,1 kWh LFP 44,9 kWh LFP 44,9 kWh
Potência de recarga até 60 kW até 60 kW até 60 kW
Autonomia 301 km (NEDC) 405 km (NEDC) 401 (NEDC)
Potência 95 cv 95 cv 177 CV
Torque máximo 18,3 kgfm 18,3 kgfm  29,5 kgfm
0-50 km/h  3 "9 3 "9 3 "0
velocidade máxima 150 km/h 150 km/h 160 km/h
Preço (yuan) 96.800 CNY 106.800 CNY 128.900 CNY

Mas agora falando do Brasil, faz todo o sentido a BYD colocar este carro elétrico compacto no radar, pois considerando o seu porte, proposta e tecnologias recentes, o modelo poderia ser um forte puxador de vendas para marca, sem contar o preço, bem mais acessível que os modelos topo de linha Tan e Han, recém-lançados por aqui. 

Em termos de preços, o Dolphin custa entre 96.800 e 128.900 yuans na China (após subsídios), o que daria entre R$ 74.700 e R$ 99.600 numa conversão direta. Claro que os preços em um eventual lançamento por aqui ficariam acima disso, mas ainda assim poderia se chegar a um valor interessante para a realidade do nosso mercado. A conferir.